Palavra e silêncio

Não há palavras para as realidades mais profundas.

As palavras tornam-se frágeis quando o mistério nos visita e a oração se transforma em silêncio.

Na cultura pós-moderna, o barulho incessante das conversas mata a capacidade de silêncio e faz aumentar a nossa inquietação e ansiedade.

O silêncio é uma presença fascinante. É discreto, paciente, e nunca chama a atenção para si mesmo.

Os nossos pensamentos alimentam-se permanentemente de palavras, e ficamos tão dominados por estas que mal notamos o silêncio, mas ele está sempre presente.

As melhores palavras nascem no silêncio fecundo que nos abre ao mistério.

John O’Donohue

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão /  Alterar )

Google photo

Está a comentar usando a sua conta Google Terminar Sessão /  Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão /  Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão /  Alterar )

Connecting to %s

Create a free website or blog at WordPress.com.

EM CIMA ↑

%d bloggers like this: